Vingadores: Ultimato | Roteiristas explicam mortes irreversíveis

Cuidado com spoilers!

Vingadores: Ultimato marca o fim da Saga do Infinito no MCU e nessa conclusão os heróis são obrigados a fazer sacrifícios. Embora uma parte dos personagens aniquilados por Thanos retorne, outros se foram de forma definitiva. Em entrevista ao THR, os roteiristas Christopher MarkusStephen McFeely explicaram porque os Vingadores não poderiam usar a Jóia do Tempo para trazer o Homem de Ferro de volta:

“A única forma disso funcionar é se Tony morrer. Se você voltar e assistir Guerra Infinita, quando [Dr Estranho] diz ‘uma’, Benedict [Cumberbatch]… está emocionado. Agora que vocês sabem o final, voltem e assistam esse momento. Ele quer dizer ‘você vai ter que morrer, Tony’”.

Entretanto, o Visão pôde ser revivido em Vingadores: Guerra Infinita pois foi morto pela própria manopla:

“A manopla não poderia trazer ninguém que não foi morto pela própria manopla de volta. Tony foi morto de forma física.”

Em entrevista para a Variety, os roteiristas explicaram sobre a Jóia da Alma. Não é possível trazer as pessoas que se sacrificaram de volta, portanto a Gamora que está viva na verdade foi retirada da linha temporal de 2014:

“Não é aquela Gamora que foi assassinada pela Jóia da Alma, essa é a Gamora do passado. Quando Gamora caiu daquele penhasco, foi a versão dela daquela época que morreu. Mas essa Gamora veio antes da queda. Então ela está viva e viajou na máquina do tempo para o presente.”

Entretanto, a Viúva Negra não retornou pois seria uma espécie de sequestro temporal:

“Nós teríamos que sequestrar uma versão da Viúva Negra que não sabe nada sobre as circunstâncias atuais e trazê-la para o futuro só para que tenhamos uma. Não é como se pudéssemos perguntar se ela gostaria de vir.”

Vale lembrar que os Irmãos Russo, diretores de Ultimato,  já haviam explicado que o sacrifício pela Jóia da Alma é eterno.

TUDO SOBRE MARVEL e MCU




Marcado: , , ,