CCJ aprova PEC de isenção de impostos em jogos e consoles fabricados no Brasil

Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado Federal aprovou nesta terça (6) a Proposta de Emenda à Constituição que garante isenção de impostos para jogos eletrônicos e consoles fabricados no Brasil.

A imunidade tributária da PEC 51/2017, que surgiu por iniciativa pública no eCidadania e acatada pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa, seria semelhante à concedida em 2013 para CDs e DVDs de origem nacional. Ela proibiria estados e municípios de taxar esses produtos.

Na última semana, uma proposta do governo de redução sobre oImposto sobre Produtos Industrializados (IPI) em consoles de 50% para 40% – entre outros pontos – foi analisada pelo Ministério da Economia.

O relator da proposta, Telmário Mota (Pros-RR), deu um parecer favorável para a proposta, argumentando que impactos negativos de arrecadação de impostos podem ser compensados pelos ganhos no setor em si.

“Estamos seguros de que a imunidade, embora tenha impacto sobre a arrecadação específica dos impostos dispensados, no contexto geral, vai promover um incremento de arrecadação de tal monta que o saldo será positivo para os entes federativos”, declarou Mota, que também diz que a PEC poderá lançar um “golpe fatal” sobre a pirataria destes produtos.

A PEC segue agora para votação no Plenário.

TUDO SOBRE GAMES