Viúva Negra | Abertura foi criada para aumentar impacto do vilão, diz Feige

Kevin Feige, presidente do Marvel Studios, explicou ao CBR o pensamento por trás da cena de abertura de Viúva Negra, que mostra o sofrimento enfrentado por Natasha Romanoff (Scarlett Johansson) e Yelena Belova (Florence Pugh) nas mãos do tráfico de mulheres promovido pelo General Dreykov (Ray Winstone), ao som do cover de Malia J para “Smells Like Teen Spirit”, do Nirvana. Segundo o chefão do Universo Marvel nos Cinemas (MCU), as cenas intensas foram pensadas para aumentar o impacto do novo vilão, além de enfim explorar mais a fundo o sofrimento passado da Vingadora.

“Nós precisávamos preparar o palco para o que essas duas mulheres, todas essas mulheres e personagens, haviam atravessado no passado e exatamente o que Ray Winstone, o vilão de nosso filme, havia feito e o que o faz tão, tão mal nas suas ações”, afirmou Feige.

Viúva Negra mostra Natasha Romanoff (Scarlett Johansson) confrontando as partes sombrias de sua profissão quando surge uma perigosa conspiração conectada com o seu passado. Perseguida por uma força implacável que quer derrubá-la, ela deve lidar com sua história como espiã e as relações quebradas que deixou para trás quando se tornou uma Vingadora.

A produção ainda conta com Florence Pugh (Midsommar), Rachel Weisz (A Favorita), David Harbour (Stranger Things) e O-T Fagbenle (The Handmaid’s Tale) no elenco. O roteiro é de Eric Pearson (Thor: Ragnarok).

O longa teve seu lançamento adiado diversas vezes por causa da pandemia do coronavírus. Viúva Negra está disponível nos cinemas e também no streaming Disney+, no Premier Access, serviço que pede um pagamento adicional para permitir acesso a lançamentos.

TUDO SOBRE MARVEL e MCU