Miocic nocauteia Werdum no 1º round e leva cinturão dos pesados

Americano surpreende brasileiro na luta principal do UFC 198, vence luta em Curitiba em 2m47s e realiza sonho de levar cinturão para Cleveland

Stipe Miocic com o cinturão do Ultimate (Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS)

Stipe Miocic com o cinturão do Ultimate (Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS)

Tocar o “Tema da Vitória”, música que embalou os triunfos de Ayrton Senna na Fórmula 1, antes da luta não trouxe sorte a Fabricio Werdum. O lutador gaúcho viu seu curto reinado na divisão dos pesos-pesados acabar nas mãos de Stipe Miocic na madrugada deste domingo, no evento principal do UFC 198, na Arena da Baixada, em Curitiba. O americano nocauteou o brasileiro em 2m47s no primeiro round, e realizou o sonho de levar um cinturão para a combalida cidade de Cleveland, notória por fracassos no esporte americano.

– Cleveland, conseguimos um campeão, baby! – berrou Miocic após receber o cinturão; a cidade não tem um título nas grandes ligas profissionais americanas desde 1964, e o lutador havia dito durante a semana que queria ser campeão antes do Cleveland Cavaliers, candidato ao título da NBA neste ano.

Determinado a acabar com o jejum de sua cidade, Miocic entrou no octógono ao som de “Til I Die”, do rapper Machine Gun Kelly, seu conterrâneo, e ignorou as vaias dos torcedores brasileiros. Em seguida, soou no sistema de som o ronco dos motores, introduzindo o “Tema da Vitória”, música executada nas transmissões de Fórmula 1 da Rede Globo a cada vitória de Ayrton Senna, maior ídolo de Fabricio Werdum, que entrou na arena com uma bandeira com a foto do falecido piloto e os dizeres “Ayrton Senna Imortal”. Mesmo no momento de emoção e homenagem, o campeão se mostrava descontraído e fez sua infame careta “Happy Face” para a câmera. Sorridente, ele saudou o público antes de entrar no octógono.

Talvez Werdum devesse ter esperado a luta terminar para tocar o “Tema da Vitória”. O gaúcho até começou bem o combate, ditando o ritmo e mostrando a Miocic que também tinha ferramentas em pé. O americano abriu os trabalhos com um chute baixo, respondido imediatamente com um chute alto por Werdum. O brasileiro acertou um bom cruzado de direita e vinha pontuando com chutes baixos. Miocic, no entanto, fez uma luta estratégica, com muita movimentação e jabs e cruzados para evitar a luta agarrada.

Momento em que Werdum foi nocauteado no UFC 198 (Foto: Getty Images)

Momento em que Werdum foi nocauteado no UFC 198 (Foto: Getty Images)

Com suas entradas de queda frustradas, Werdum ficou ansioso e passou a perseguir Miocic pelo octógono. O americano desferiu um duro cruzado de direita, certeiro no queixo, e o brasileiro caiu de cara no chão, nocauteado. Longe da ação, o árbitro Dan Miragliotta demorou a chegar para afastar Miocic, que ainda acertou dois golpes na cabeça do adversário caído.

– Quero agradecer aos fãs, sei que estavam contra mim, mas vocês são incríveis e fazem a festa acontecer. Ele é muito duro. Tive de adivinhar o que ele estava fazendo, ele fez muita coisa, foi uma luta dura. Ele foi mais rápido do que eu esperava, não queria ir para o chão com ele. Não jogo muitos golpes, mas quando jogo, tenho potência – disse Miocic após a luta.

Werdum, também na entrevista após o combate, foi humilde na derrota, e prometeu se recuperar para voltar a disputar o cinturão dos pesos-pesados.

– Tenho que admitir, hoje o Stipe Miocic foi melhor do que eu, mas isso foi um detalhe, vou voltar aqui e vou conquistar o título de novo – disse Werdum, aplaudido pelo público local.