Foto: Thiago Machado/PMCC
Foto: Thiago Machado/PMCC

Na última sexta-feira (23) a Agência da Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social – FGTAS/SINE de Capão da Canoa realizou na Casa da Cidadania o “Dia D”, Dia Nacional de Inclusão Social e Profissional das Pessoas com Deficiência e dos Beneficiários Reabilitados do INSS. A ação objetivou a inserção da pessoa com deficiência no âmbito profissional e social, além de sensibilizar e conscientizar a sociedade, principalmente o empresariado local, propiciando um olhar inclusivo a essas pessoas.

Durante todo o dia diversas atividades e serviços foram prestados, dentre os quais: orientações sobre emprego e aposentadoria, cadastramento e recadastramento da seguridade, palestras, confecções de carteira de identidade, carteira de trabalho, CPF e informações sobre os benefícios e beneficiários. Segundo o coordenador do FGTAS/SINE Jocelito Vargas, essa foi a 2ª edição do Dia D em Capão da Canoa, e foi possível notar o visível avanço conquistado neste último ano junto à sociedade, empresários, instituições e poder público. “Ao longo do dia o atendimento da Agência foi inteiramente voltado para essas pessoas, imprescindíveis para a nossa sociedade”, afirmou Jocelito.

Entre os apoiadores do evento estiveram a Associação dos Portadores de Deficiência de Capão da Canoa – APODECC representada pelo seu Presidente Josemar Martins, a Prefeitura Municipal de Capão da Canoa representada pelo Prefeito Valdomiro Novaski, a Secretaria Municipal de Assistência e Inclusão Social, a Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE, a Delegacia Regional do Trabalho da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social, a Agência Regional do Desenvolvimento Social da FGTAS Litoral Norte, o Conselho Estadual do Direito das Pessoas com Deficiência – COEPEDE, empresariado local, dentre outros parceiros.

Na ocasião também foi realizado um fórum de discussão entre os parceiros do Dia D, a fim de elaborar uma documentação, projetos, atividades e metas, para transformá-lo posteriormente em um Plano Municipal Inclusivo para as Pessoas com Deficiência na sociedade, organizados através de um Conselho. Atualmente ocorrem ações isoladas de inclusão social por parte das instituições municipais, com o fórum houve a integração de ideias, que num futuro próximo podem vir a se transformar em ações eficientes.

Texto e Foto: Thiago Machado/PMCC

Isso vai fechar em 0 segundos