dentista1Várias ruas do centro da cidade foram visitadas nesta quinta-feira, 31 de março, por dentistas e auxiliares da Secretaria Municipal de Saúde com o propósito de promover a prevenção do câncer de boca. O público-alvo foram pessoas com 35 anos ou mais, grupo de fator de risco. Onze dentistas e mais quatro auxiliares participam da ação que ocorreu das 9h às 12h e das 13h30 às 17h, tendo como QG o coreto da Praça XV. Na oportunidade, o público recebeu orientações sobre o câncer bucal e se necessário, o paciente era encaminhado para atendimento na unidade de saúde mais próxima de sua casa. Durante o evento foram distribuídos material educativo e kit com pasta, fio dental e escova.

O zelador João da Luz, morador do bairro Predial, procurou o local porque tinha dúvida sobre “uma bolinha” que possui na boca. Para evitar qualquer imprecisão, ele foi encaminhado para uma consulta no Posto Central do município. Quem também passou pela Praça XV e foi contemplado com as orientações dos dentistas foi o casal Nivaldo e Flávia Lang. Conforme falaram são de Lajeado, e têm casa na Avenida Joaquim Nabuco, no centro de Torres. Eles elogiaram a iniciativa do município em promover eventos de prevenção.

Conforme a coordenadora de Saúde Bucal da Secretaria, Silvana Lencini, a doença é um tumor maligno que pode ser encontrada nos lábios, na língua, na garganta ou na parte posterior da boca. O câncer bucal pode se manifestar através de feridas que não cicatrizam, caroços, inchaços, áreas de dormências, sangramentos sem causa conhecida, entre outros. O fumo e o álcool são os principais fatores que contribuem para a doença. Também são riscos a irritação mecânica crônica, uso de prótese mal ajustada, exposição excessiva ao sol, no caso de câncer do lábio.

Com o exame rotineiro da boca, as lesões podem ser diagnosticadas. O câncer de boca tem cura, principalmente quando tratado no início, destaca a dentista. Neste evento destinado à prevenção, o público foi orientado a fazer o autoexame e prevenir-se contra a doença. Deve iluminar a boca e procurar por feridas, sangramentos, manchas esbranquiçadas, avermelhadas ou escuras, caroços, áreas endurecidas ou dormentes. De acordo com dados divulgados pelo Sindicato dos Odontologistas do Rio Grande do Sul acolhidos em 2014, consta que o câncer bucal é o sétimo em ocorrência no Brasil, entretanto, é responsável por severas mutilações na boca e na face, interferindo na qualidade de vida de seus portadores.

Isso vai fechar em 0 segundos